5 de novembro de 2016

Love Me Like You Do - 5

"Me siga até a escuridão, deixe eu te levar além do céu"

Cheguei em casa sorrindo, fechei a porta e me sentei no sofá. Meus pais que estavam assistindo me olharam curiosos

Arthur: E essa cara?
Liv: Que cara? - Sorri -
Arthur: De apaixonada. Qual o motivo desse sorriso?
Liv: Justin. Tivemos uma manhã perfeita na casa dele
Arthur; Espera, você não foi na aula hoje?
Max: Deixa ela Arthur, não estraga a felicidade dela
Arthur: Dessa vez eu vou deixar, mais nada de ficar matando aula hein
Liv; Pode deixar
Max: Ta, mais agora conta como foi
Liv: Eu estava indo pra escola e ele apareceu de carro, ai discutimos, ele disse que precisávamos conversar e me jogou dentro do carro quando eu disse que não iria entrar
Arthur: Até agora eu só percebi como ele é um grosseiro
Max: Deixa ela contar
Liv; Ta, chegamos na casa dele, e ele começou a dizer que queria estar perto de mim sempre, e poder dizer que eu era namorada dele
Max: Que lindo!
Liv: Eu fiquei tão chocada com aquelas palavras, pensei que ele estivesse brincando comigo, e disse que iria embora. E agora que a história fica boa
Max: Fala - Disse ansioso -
Liv: Ele segurou a porta me impedindo de sair e disse "por favor, fica", eu disse que não ia ficar para ser mais uma na lista dele, e então ele disse "você nunca foi e nunca será mais uma para mim", e nos beijamos
Max: Ai meu Deus - Gritou -
Arthur: Filha, finalmente, isso é demais - Disse sorrindo com a mão no peito - Estou tão feliz por você
Liv: Eu também estou muito feliz, parece que estou vivendo um sonho
Arthur: Só espero que não vire um pesadelo - Revirou os olhos -
Max: Para de jogar praga Arthur - Bateu no ombro do meu pai -

Ri da cena deles discutindo, eles pareciam se amar tanto, eu mau podia esperar o dia em que fosse eu e o Justin nessa mesma cena. Meu celular vibrou e sorri ao ver uma mensagem de Justin "adorei passar a tarde com você", respondi "Eu também S2"

(...)

Abri os olhos ao ouvir o chão ranger, eu tinha o sono muito leve, qualquer barulho eu acordava. Olhei em direção do criado mudo vendo que ja era quase 3 horas da manhã. Senti meu coração disparar ao ouvir o barulho novamente, respirei fundo e ergui a cabeça, vi alguém no pé da cama e antes que eu pudesse gritar ele ja segurava minha boca para abafar o grito

Justin: Calma, sou eu - Sorriu -
Liv; Seu idiota, eu quase morri agora - Coloquei a mão no peito - Espera, como entrou aqui?
Justin: Acho melhor mudar a tranca da sua janela
Liv: Farei isso o mais rápido possível, pode deixar. O que faz aqui?
Justin: Nossa, pensei que ficaria mais feliz ao me ver
Liv; Não, eu estou, você nem imagina o quanto - Segurei sua mão - Mais você invadiu o meu quarto ás 3 horas da manhã, deve ter algum motivo, certo?
Justin: Saudades - Deu de ombros -
Liv: Que lindo!

Sorri e me aproximei dele selando nossos lábios, deitei para trás o fazendo ficar por cima de mim. Ele afastou seus lábios do meu e sorriu

Justin: Que tal uma fuga?
Liv: Agora?
Justin: Sim
Liv: Mais são 3 horas da manhã e estou horrível
Justin: Esta linda, e as melhores coisas da vida são feitas de forma espontânea
Liv: Nossa, que poeta
Justin: Eu tento - Riu - Eai, topa?

Quais seriam as chances de eu ter outra oportunidade dessas? Eu nunca havia quebrado regras, mais estava disposta a quebrar se fosse pelo amor da minha vida

Liv: Posso me arrumar antes?
Justin: Não

Ele se levantou e estendeu a mão para mim, a segurei e me levantei

Justin: Prepare-se para ter a noite mais divertida da sua vida

(...)

Justin parou o carro em uma rua deserta, fiquei confusa. Ele desceu do carro, abriu a porta de trás e pegou uma mochila enorme

Justin: Você não vem?

Desci do carro, e me aproximei dele que abriu a mochila, virei surpresa ao ver o que ele tirou de dentro. 2 pares de rollers

Liv: Vamos fazer isso mesmo que estou pensando?
Justin: Com certeza

Calçamos os rollers e começamos a patinar pela rua. Justin segurou minha mão e comecei a me desequilibras caindo de bunda no chão, fiz careta e ele riu

Justin: Você é muito desastrada
Liv: Ah é?

Puxei sua mão o fazendo cair também, riu da sua cara emburrada

Liv: Agora somos dois desastrados
Justin: Vem, temos outro lugar para ir antes de amanhecer

Se levantou, e me ajudou a se levantar. Patinamos até o carro, tiramos os rollers e entramos no carro, rumo a nossa próxima parada

(...)

Desci do carro descalça, e suspirei ao sentir meus pés na areia da praia, era tão relaxante. Justin me abraçou por trás e beijou meu pescoço me fazendo sorrir

Liv: Você realmente me trouxe na praia para ver o sol nascer?
Justin: Muito cedo?
Liv: Muto inesperado, isso sim. Quem diria que Justin Bieber fosse romântico
Justin: Tem muitas coisas sobre mim que você não sabe

Entrelacei nossos dedos e fomos em direção ao mar, parei antes de chegar na água

Justin: O que foi?
Liv: Até aqui para mim esta bom

Ele percebeu que eu estava encarando o mar e me olhou confuso

Justin: Tem algo que eu não saiba?
Liv: Eu tenho medo do mar
Justin: Sério? Porque?
Liv: Não sei, eu nunca consegui passar desse ponto
Justin; Bom, isso esta prestes a mudar
Liv; Não esta não, eu...
Justin; - Me interrompeu - Você vai perder esse medo
Liv: Justin...
Justin: Não confia em mim?
Liv; Confio
Justin: Então vem, vou te proteger

Respirei fundo, segurei sua mão e caminhei em direção ao mar, tinha ondas baixas, e quando a água encostou no meu pé eu dei um pulo assustada e Justin deu uma risada fraca

Justin: Esta tudo bem, pode vim - Disse puxando minha mão de leve -

Continuei andando, e cada vez mais eu ia entrando no mar, a água ja estava na minha cintura

Liv: Acho que aqui ja esta bom
Justin: Esta ótimo para uma coisa
Liv: Que coisa?

Ele bateu a mão na água, fazendo espirrar água em meu rosto, ele riu e bati a mão na água jogando água nele também, em segundos ja estávamos no meio de uma guerra. Ele pulou em cima de mim me derrubando na água, quando subi para a superfície o sol ja estava nascendo. Parei com a guerra de água para olhar a linda imagem que nascia

Liv: É lindo - Disse fascinada -
Justin: Vejo algo mais lindo que isso todos os dias
Liv; O que? - Ele ergueu as sobrancelhas - Seu bobo - O joguei na água -

(...)

Ele estacionou o carro em frente a minha casa, olhei para casa rezando mentalmente para meus pais estarem dormindo

Liv: Acho melhor deixar o seu carro no sol hoje - Brinquei sobre os bancos molhados -
Justin; Eu deixarei - Sorriu -
Liv: Eu me diverti muito hoje
Justin: Eu também

Me aproximei dele selando nossos lábios com um beijo lento. Me afastei poucos centímetros e olhei em seus olhos caramelados. Meu Deus, como eu amava aqueles olhos

Liv: Até mais
Justin: Até mais

Sorri ao saber que como eu, ele sabia que essas palavras tinham um significado mais profundo, formada por 3 palavras e 7 letras

Continua com +5 comentários...

Oi meninas. Me desculpem pela demora para postar, muito trabalho na faculdade, e também eu estava sem criatividade nenhuma para escrever, então me deixem pelo capítulo horrível. Obrigada por cada comentário, e até o próximo capítulo. Beijos!

6 comentários:

  1. Curto porém maravilhoso como sempre. Continua logo amoreeee❤❤❤

    ResponderExcluir
  2. Não sei pq mais ainda acho que chegando na escola ele vai virar a cara! Se isso acontecer eu já dava um chute logo no meio!

    ResponderExcluir

Oi, não deixe de comentar, seu comentário é muito importante, ele faz com que eu continue postando. Se comentar em anônimo não esqueça de deixar seu nome no final, obrigada. Até o próximo capítulo!